Carregando...
  • Arruda GT Brasil 10% 10,1 ML Óleo Essencial Laszlo

ARRUDA GT BRASIL 10% 10,1 ML ÓLEO ESSENCIAL LASZLO

Cód.: 2124
Por: R$ 40,40

Arruda GT Brasil 10% 10,1 ML Óleo Essencial Laszlo

Diluída 10%

Arruda (Ruta graveolens)
Origem: Espanha
Método de Extração: À vapor da erva
Agricultura: Orgânico não-certificado

Propriedades:Usado na cultura popular para purificação energética. Estimulante circulatório. Tóxico se usado internamente.


Suas flores, de quatro pétalas, são de cor amarela e hermafroditas, ou seja, se autofecundam. É uma planta que mostra força, poder, individualidade e independência mescladas a uma grande sensibilidade que é notada quando ela murcha ou morre quando exposta a ambientes e pessoas carregadas de energias negativas. Psicologicamente e energeticamente tanto o óleo de arruda, como seu floral, ajudam a nos manter protegidos em nosso espaço físico, psíquico e espiritual. Desenvolve a independência, fortalecendo a vontade, sendo portanto útil para personalidades subservientes, tímidas, cuja fraqueza de vontade as tornam facilmente dominadas por terceiros; não sabem dizer não, são facilmente influenciáveis e reagem de forma exagerada aos desejos e necessidades dos outros; para as pessoas submetidas a qualquer tipo de servilismo ou exploração; para aqueles que se esgotam na ânsia de agradar e atender aos outros; embora psiquicamente ativos, sofrem de uma tremenda escassez de individualidade, que é minada pelos compromissos e responsabilidades de um servir desmesurado; para as pessoas que são obrigadas a agir socialmente, mas espiritualmente não estão em condição de fazê-lo.

Seu óleo essencial borrifado sobre a aura ajuda a recompô-la, limpando-a de energias negativas e miasmas. Auxilia na clareza da visão das questões para tomada de decisão consciente. Em ambientes, seu óleo essencial além de limpar o local de energias desarmônicas, protege e emite vibrações de prosperidade. Pode ser usado em banhos de descarrego, geralmente pingando 3 gotas num balde de água com sal grosso que é jogado do pescoço para baixo, pensando sempre positivamente. As cetonas presentes no óleo de arruda apresentam um dos potenciais mais elevados para combate a fungos3 , agindo em dose eficaz baixíssima. Ele tanto pode ser útil em fungos da pele (micoses), unha (onicomicoses), bicho geográfico, com uso puro ou em gel/creme de 0,5- 3%. Também pode ser difundido/borrifado em ambientes contra fungos aéreos causadores de alergias e doenças respiratórias.

O óleo de arruda é um poderoso repelente, afastando vários parasitas domésticos, como moscas, pulgas, sarnas, ácaros, piolhos e carrapatos. Se utiliza na dose de 6 gotas para um balde de água, que é jogado ou passado pano com esta água nos locais infestados. Pode ser borrifado em ambientes ou empregado na forma de gel, creme ou borrifador (1%) sobre a pele para repelir moscas e mosquitos.

O óleo possui propriedades antiinflamatórias responsáveis por algumas das propriedades fitoterápicas da planta (dores e distensões musculares, reumatismo e otite).

É um óleo tóxico se ingerido em doses acima de 1mL para adultos. Mesmo doses inferiores podem ocasionar fortes náuseas, vômitos e mal-estar. É hepatotóxica. Deve-se limitar ao seu uso externo sem exageros e sempre a baixas diluições. É ressaltada sua ação sobre o útero (abortiva), sendo assim, seu uso por grávidas não deve ser feito de forma alguma, mesmo externo. Vale ressaltar que a planta foi incluída na Primeira Farmacopéia Brasileira, de 1926, e já ali havia o alerta sobre a sua toxidade. Cuidados com o óleo essencial de arruda . Não utilize internamente. . Não utilize em grávidas ou crianças. . Em caso de enjoo com o aroma, suspenda seu uso e mantenha-se em local arejado.

“O uso de óleos essenciais não substitui tratamento médico ou psiquiátrico.”

Fonte: Laszlo

Arruda GT Brasil 10% 10,1 ML Óleo Essencial Laszlo

Diluída 10%

É um óleo tóxico se ingerido em doses acima de 1mL para adultos.

Mesmo doses inferiores podem ocasionar fortes náuseas, vômitos e mal-estar. É hepatotóxica. Deve-se limitar ao seu uso externo sem exageros e sempre a baixas diluições. É ressaltada sua ação sobre o útero (abortiva), sendo assim, seu uso por grávidas não deve ser feito de forma alguma, mesmo externo. Vale ressaltar que a planta foi incluída na Primeira Farmacopéia Brasileira, de 1926, e já ali havia o alerta sobre a sua toxidade. Cuidados com o óleo essencial de arruda: . Não utilize internamente. . Não utilize em grávidas ou crianças. . Em caso de enjoo com o aroma, suspenda seu uso e mantenha-se em local arejado.

“O uso de óleos essenciais não substitui tratamento médico ou psiquiátrico.”

Fonte: Laszlo

avaliação do produto